Boa hora para construir ou reformar

Boa hora para construir ou reformar

Em momentos de tensão econômica é sempre bom poder aproveitar descontos e baixa em valores de produtos. Para quem deseja construir ou reformar, a boa notícia foi dada esta semana pelo site Mercado Mineiro, alertando sobre a queda de até 10% nos preços de materiais como cimento, areia, argamassa e massa corrida, por exemplo.

A arquiteta Estela Netto avalia que este é, sim, um bom momento para construir ou reformar, aproveitando a baixa nos preços em alguns setores da construção civil e as facilidades de negociação para pagar. “Vale muito a pena reformar ou construir agora, pois além dos preços estarem reduzidos, os clientes estão com poder de negociação muito maior, podendo pagar em várias vezes ou com descontos à vista. Para quem tem condições de fazer obra agora, este é o momento”, indica.

Estela ressalta que além de poder aproveitar as facilidades de barganha e melhoria nos preços, os clientes ainda conseguem contar com uma mão de obra disponível e mais dedicada: “O mercado está em crise e quem tem dinheiro está dando as cartas. É uma ótima oportunidade financeira para construir ou reformar agora por ter mão de obra mais disponível, valores mais acessíveis e negociações muito vantajosas para o cliente, totalmente diferente de um cenário de quatro ou cinco anos atrás onde as coisas eram mais difíceis. Até mesmo a dedicação dos prestadores de serviço será muito melhor, pois estão com mais tempo e uma demanda menor em suas empresas” ressalta Estela Netto. 

O arquiteto e design Cioli Stancioli concorda que esta é uma ótima oportunidade para quem deseja construir ou reformar. “Uma obra se inicia com estes produtos que sofreram grande queda no preço, os que chamo de ‘produtos brutos’, como areia, cimento, tijolo. Estes fazem parte do início de tudo em uma construção e representam cerca de 30% do investimento em uma obra”, avalia.

Em relação a custos gerais, vale frisar que cada obra ou reforma tem uma demanda e vai depender do tipo de projeto. Alguns materiais, principalmente de acabamento, são os que mais encarecem uma obra, mas é possível ter um projeto sofisticado com economia. “Material de acabamento pode encarecer uma obra se especificarmos um determinado tipo, como piso de mármore por exemplo. Mas também temos acabamentos que podem dar a sofisticação ao projeto, porém não são tão caros, como um piso de tecnocimento, que aparenta cimento queimado e é muito bonito também”, explica Estela Netto.

Para Cioli Stancioli, o importante é o cliente poder realizar o seu sonho e saber aproveitar as oportunidades: “O momento somos nós que determinamos na vida por necessidade ou prazer, mas acredito que essa ocasião é interessante para o processo, pois uma reforma ou construção modifica a vida das pessoas, com novos hábitos, costumes e experiências”, encerra.
 

Fonte: obra24horas

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>