Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

Critérios para escolha do sistema de  estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios técnicos relacionados à qualidade da estrutura e à logística e à produtividade da obra. Possivelmente, o aspecto mais fundamental do processo de escolha de sistemas de fôrmas para concreto é a observância com relação à sua resistência, devendo ter rigidez estrutural suficiente para que as peças concretadas não se deformem. Outros aspectos, entretanto, também precisam ser considerados para que o sistema de fôrmas seja capaz de conciliar demandas arquitetônicas, estruturais, logísticas e relativas à produtividade almejada pela construtora.

De acordo com o diretor de construções da Brookfield Engenharia, Marcos Sarge, é imprescindível que o sistema apresente estabilidade dimensional, sem desvios que comprometam o nível, o esquadro ou o prumo. Além disso, salienta, outro ponto inquestionável diz respeito à segurança estrutural, com ausência de riscos decorrentes de movimentações ou rupturas.

Também contam como diferenciais, na visão da construtora - contemplando aspectos relacionados a produtividade - a facilidade de recebimento e transporte interno em função do peso e dimensões. Além disso, os responsáveis técnicos pela escolha do sistema para concretagem devem ter em vista questões como durabilidade para atender à quantidade mínima de reutilizações prevista em projeto e no acordo comercial. Por fim, são subsídios para a adoção de determinado sistema o plano de ataque da obra e a velocidade de execução.

 Fonte: Techne Pini

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>
INVESTIGAÇÃO DO SUBSOLO NÃO É CUSTO, MAS INVESTIMENTO

Investigações sinalizam a capacidade geotécnica para obras

...
Ler mais >>