Curiosidades

Curiosidades

O primeiro equipamento de sondagem à percussão do Brasil foi fabricado em 1938, pelo IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas, com base em projeto e especificações americanas ( USA ), que após estudo estatístico adotou-se o padrão das sondagens à percussão com lavagem e utilização de amostrador do tipo IPT.

Em 1948, este método de investigação ficou conhecido internacionalmente como SPT “Standard Peneration Test”, com a publicação de Terzaghi e Peck “Soil Mechanics in Engineering Practice” e com ele um outro número de Nspt e por volta de 1957, foi trazido para o Brasil o amostrador padronizado “Terzaghi-Peck”.
Na década de 70, surgiram diversas especificações de execução de sondagem à percussão, que resultaram na norma MB-1211, publicada em 1979, pela ABNT -Associação Brasileira de Normas Técnicas “Execução de Sondagem de Simples Reconhecimento dos Solos”, renumerada em 1980, para NBR-6484.

Em 1988, foi proposto pelo Eng. Stelvio M. T. Ranzini a medida de torque necessário para romper a adesão solo-amostrador, logo após a realização do ensaio SPT, como complemento de informações, que passou a ser denominado ensaio SPT-T, porém ainda não normatizado.

Em fevereiro de 2001 a ABNT, publicou uma nova versão da NBR-6484, atualmente utilizada, que substitui a NBR-6484:1980 e cancela e substitui a NBR 7250:1982.

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>