Custo da construção desacelera em abril, aponta FGV

Custo da construção desacelera em abril, aponta FGV

Índice Nacional de Custo da Construção teve alta de 0,41% em abril, número abaixo do registrado no mês anterior, de 0,79%. Os dados são baseados no período entre o dia 21 do mês anterior ao dia 20 deste mês.

A mão de obra apresentou variação de 0,52% em abril, inferior ao 1,16% do mês passado. Para a FGV, o decréscimo ocorreu devido aos reajustes salariais em Belo Horizonte e Salvador, que ocorreram em março.Já a parcela referente a Materiais, Equipamentos e Serviços aumentou 0,29% neste mês, 0,09% abaixo do registrado em março. O indicador de Materiais e Equipamentos passou de 0,38% no mês passado para 0,28% em abril. Dos quatro subgrupos pertencentes a ele, três apresentaram queda em suas taxas de variação, com destaque foi de materiais para instalação, que passou de 0,79% para 0,43%. Em relação a Serviços, a taxa foi de 0,38% em março para 0,33% neste mês. No grupo, a desaceleração de taxas de serviços e licenciamentos destacou-se por passar de 2,4% para 0,51%.

Das capitais brasileiras, cinco apresentaram desaceleração em suas taxas de variação: Brasília (de 0,30% para 0,06%), Belo Horizonte (de 4,72% para 0,96%), Recife (de 2,03% para 0,13%), Rio de Janeiro (de 0,29% para 0,04%) e São Paulo (de 0,08% para 0,04%). Salvador e Porto Alegre, entretanto, apresentaram aceleração, com taxa de 0,32% para 2,23% e de 0,33% para 0,54%, respectivamente.

Fonte: Construção Mercado 

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>