Mercado de imóveis investe em bem-estar e saúde

Mercado de imóveis investe em bem-estar e saúde

Um número cada vez maior de pessoas vem se preocupando com a saúde e qualidade de vida. Um exemplo disso é o Tasty Salad Shop, criado há um ano e meio e que já conta com três lojas em Curitiba. Mas não foi só no setor alimentício que essa mudança de comportamento acabou provocando inovações. Para o mercado imobiliário, esse momento se reflete no número cada vez maior de empreendimentos com espaços voltados para a saúde e qualidade de vida de seus moradores, como academia, spa, piscina, quadra esportiva, brinquedoteca e outros.

De acordo com Felipe Silveira, gerente comercial da Cyrela Paraná, a tendência ganhou força com o surgimento de um público interessado em se exercitar ou relaxar sem precisar sair de casa e enfrentar trânsito, filas e estresse. A construtora, inclusive, conta atualmente com oito imóveis deste estilo na Capital, com empreendimentos de alto padrão nas regiões mais nobres e também opções com um investimento menor e custo benefício alto. “A gama de serviços é grande, indos desde as tradicionais academias até salas de pilates e quadras de squash. Tudo para facilitar o dia a dia e proporcionar ainda mais conforto para os moradores”, diz Silveira.

Já o diretor de empreendimentos da Swell Construções e Incorporações, Leonardo Pissetti, resalta que essa tendência não se limita à esfera esportiva, ao fitness, mas também deve englobar outras áreas, atendendo as mais diversas faixas etárias.

“O bem-estar envolve, além de exercícios físicos, o conforto do apartamento, do espaço. Dependendo da idade da pessoa pode ser um espaço de leitura, para quem tem criança uma brinquedoteca, ou mesmo para alguém mais jovem uma academia, uma quadra de esportes, piscina”, aponta o especialista. “A tendência (de mercado) viria pela comodidade e qualidade de vida. Quanto mais coisa tem no condomínio, menos vai precisar sair, além de ter um espaço utilizável maior”, complementa.

Segundo Pissetti, na hora de buscar um imóvel a maioria das pessoas se atenta primeiro ao valor e também à localização. Na hora de escolher qual empreendimento comprar, no entanto, os espaços de lazer e bem-estar acabam sendo um diferencial.

“É um diferencial que se soma. Quando a pessoa vai buscar o imóvel, pensa primeiro na necessidade. Vai ver preço (o quanto posso pagar), localização (se é perto do trabalho, da escola do filho). Na hora de fechar, porém, vai ver que os preços dos imóveis são parecidos, os apartamentos também, mas um lugar tem quadra, academia, o outro não. Aí vai ver que pode se livrar de pagar mensalidade de academia, não vai precisar pagar clube, e isso pode acabar fazendo a diferença”, explica.

Fonte: obra24horas

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>