Minha Casa Minha Vida poderá ter cota para trabalhadores da construção

Minha Casa Minha Vida poderá ter cota para trabalhadores da construção

Em reunião na quarta-feira (6), a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) deverá analisar, em caráter terminativo, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 331/2015, que destina 5% das unidades construídas no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida aos trabalhadores da construção civil. A reunião terá início às 9h, na sala 7 da Ala Senador Alexandre Costa.

De autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o projeto é relatado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), favorável à proposição, à qual não foram apresentadas emendas. Vanessa argumenta que as exigências burocráticas do Minha Casa Minha Vida impedem que segmentos manifestamente carentes de atendimento habitacional sejam beneficiados. No caso dos trabalhadores da construção civil, observa, essa exclusão é particularmente perversa, uma vez que esses trabalhadores são a mão de obra responsável pelo sucesso do programa.

Dados oficiais citados por Vanessa indicam que até 15 de novembro de 2014 foram contratadas 3,75 milhões e entregues 1,87 milhão de moradias no âmbito do Minha Casa Minha Vida. Apesar disso, destaca a senadora, ainda há amplas parcelas desassistidas - nelas incluídos os trabalhadores da construção civil - e que continuam a residir em condições bastante precárias.

Fonte: obra24horas

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>