Volume de ações locatícias cresce em fevereiro

Volume de ações locatícias cresce em fevereiro

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, no mês de fevereiro foram protocoladas na Capital 1.174 ações locatícias, aumento de 40,4% em comparação com o mês anterior, que registrou 836 protocolos. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, a queda foi de 17%, com 1.413 ações. Segundo Jaques Bushatsky,diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi-SP, o volume não surpreende. "Continuamos dentro da média de 1.476 ações. Vamos aguardar o movimento de março, quando entra em vigor o novo Código de Processo Civil, para analisarmos sua influência na solução dos conflitos sem ação judicial", diz ele.

Os tipos de ações locatícias no mês de fevereiro de 2016 seguiram as seguintes distribuições: as ações por falta de pagamento de aluguel foram responsáveis por 85,7% dos casos, com 1.006 ações, e as ordinárias/despejo compareceram na segunda posição, com 96 ações e fatia de 8,2%. As ações renovatórias e as consignatórias participaram, respectivamente, com 66 (5,6%) e 6 (0,5%) processos. 

No acumulado do ano, foram contabilizadas 2.010 ações, redução de 28% em relação ao mesmo período de 2015, quando foram contabilizadas 2.795 ocorrências.   

O total de ações no período de março de 2015 a fevereiro de 2016 foi de 16.838 casos, uma redução de 8,3% frente ao acumulado de março de 2014 a fevereiro de 2015 (18.368 ações). 

Fonte: obra24horas

Notícias Relacionadas

Como recuperar obras com problema estrutural?

 

Os síndicos de condomínios ou proprietários de casas,...

Ler mais >>
Critérios para escolha do sistema de estruturas de concreto armado

A escolha de equipamentos deve se basear em critérios...

Ler mais >>
Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

 

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que...

Ler mais >>